#Chapada: Café produzido em Piatã foi vendido em leilão por 29 mil reais

 

 

 

 

O café produzido  na Fazenda Tijuco, no município de Piatã na Chapada Diamantina, de propriedade do produtor Antonio Rigno de Oliveira Filho, foi um dos produtos do leilão dos melhores cafés especiais do Brasil, colhidos na safra 2022, realizado na última quinta-feira. 12 de janeiro
O "café Rigno" como e conhecido, foi dividido em dois lotes e teve os dois maiores lances do evento, nos valores de R$ 29.015,00 e R$ 28.947,00. Ambos renderam uma receita total de R$ 202.862,00

De acordo com o site Canal Rural, o remate realizado pela internet ofertou os lotes campeões do Cup of Excellence, concurso de qualidade realizado pela Associação Brasileira de Cafés Especiais (BSCA). O leilão rendeu um total de R$ 1,218 milhão (ou US$ 238.746,43)

Considerados presidenciais por terem obtido mais de 90 pontos no Cup of Excellence 2022, os cinco primeiros lotes foram adquiridos por empresas de Itália, Grécia e Japão.

“Ter italianos e gregos entre esses compradores pode sinalizar o retorno do consumo de cafés de alta qualidade pelos europeus, uma tendência que estávamos observando pré-pandemia, que ficou retraída nesses últimos quase três anos”, disse na nota Vinicius Estrela, diretor executivo da BSCA.

Ele também destacou a grande disputa pelos melhores cafés produzidos no Brasil na safra 2022.

“Tivemos 1.614 lances dados, por dezenas de empresas de todo o mundo, em um leilão que durou aproximadamente cinco horas e meia. Isso evidencia que nossos cafés se enquadram, cada vez mais, aos anseios dos maiores e mais exigentes consumidores globais, entregando diversidade, qualidade e, acima de tudo, sustentabilidade ambiental e social”, concluiu. 
Via: Bnews

Nenhum comentário:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site (portalinubia.com)

MAIS LIDAS DA SEMANA