Jovem comete suicídio e comove população, na Chapada Diamantina

 

 

 

 

Angústia, decepção e desespero podem ter sido um dos principais motivos que levaram Rosania Couto de Jesus, a praticar suicídio na madrugada desta quarta-feira (05), na sua residência no bairro da Boiadeira, em Iaçu, na Chapada Diamantina.

Segunda informações, Rosania Couto ingeriu inúmeros medicamentos para tirar sua própria vida, ela estava passando por problemas pessoais e enfrentava um quadro de depressão e já teria tentando tirar sua própria vida outras vezes.

No dia 03/04 Rosania Couto publicou no seu facebook um álbum de fotos com a seguinte descrição: O Céu hoje tem o mais lindo anjo, alguns dos nossos momentos. Já na madrugada desta quarta-feira 05/04 por volta das 02:17 da manhã, Rosania publicou no seu stories do WhatsApp uma mensagem “Cuidem da Minha Filha por favor antes de infelizmente cometer o suicídio.


Brasil tem 18,6 milhões de ansiosos e 13,5% deprimidos

Ao longo da vida, todos podem ser afetados por problemas de instabilidade emocional de menor ou maior gravidade. Certas situações específicas podem gerar e agravar os quadros de perturbações na saúde mental. “O mundo moderno e globalizado, por exemplo, não só trouxe comodidades tecnológicas e confortos, mas também gerou uma série de inquietudes no ser humano. É preciso ser multitarefas, competitivo, assertivo e, ainda, lidar com as cobranças internas e externas. A falha nesse processo gera frustrações e pode acarretar fraquezas e adoecimento mental”, aponta a psicóloga Luana Nogueira Ferrari.

A OMS revelou que os reflexos da pandemia promoveram um aumento de 25% nos casos de ansiedade e depressão em 2020. Pesquisa da Universidade Federal de Pelotas e da Vital Strategies mostrou que os casos diagnosticados de depressão subiram de 9,6%, antes da pandemia, para 13,5% em 2022. “Especialistas já consideram que estamos vivenciando uma nova pandemia na área da saúde mental”, alerta Luana Nogueira Ferrari.

Pandemia intensificou a introspeção e promoveu a solitude

De acordo com a psicóloga, tudo foi potencializado durante a pandemia. O ser humano deixou de exercer um dos seus principais papéis: o de indivíduo biopsicossocial que necessita de interação social. “As pessoas se acostumaram com o distanciamento social, as chamadas de vídeo e as reuniões on-line, deixando de lado a presença física. Esse comportamento intensificou a introspecção, gerou intolerância e promoveu a solitude. Estamos cada vez mais acostumados a estarmos sós”, frisa.

O equilíbrio é essencial para manter uma vida saudável. Estar consigo mesmo para curtir, refletir ou mesmo como uma forma de autocuidado é muito importante. Mas também, é essencial interagir com o outro, trocar vivências, experiências e conhecimentos. A vida social faz parte de uma vida saudável.

Dicas para lidar com a ansiedade e o estresse

Crie momentos prazerosos: reclamar é clamar duas vezes. Aprenda a não murmurar e a praticar a gratidão. Para isso, vire o jogo e comece a criar, conscientemente, ações prazerosas no seu dia a dia. Desfrute do que gosta, seja uma boa xícara de chá ou uma conversa, aproveite o sol e procure encontrar a felicidade nas pequenas coisas ao seu redor.
Pratique o autoconhecimento: para alcançar o equilíbrio emocional é fundamental praticar o autoconhecimento. A saúde mental também está nos detalhes. É preciso se conhecer até para entender o que gosta, o que lhe faz bem. Como esse processo está ligado à autoestima, entenda as suas limitações para, então, fortalecer as qualidades.
Conecte-se com as pessoas: nada melhor do que colecionar bons momentos com outras pessoas, seja com um amigo, familiar ou mesmo com novas amizades. Cerque-se de pessoas agradáveis e positivas. Esteja preparado para novas oportunidades que a vida lhe oferece, conheça lugares novos e novas pessoas. 
Cuide da sua saúde física: cuidar da saúde física é fundamental para manter todo o organismo em equilíbrio, assim como as emoções. Portanto, procure praticar exercícios físicos, mantenha-se hidratado, faça refeições balanceadas e tenha uma boa noite de sono.
Exercite a sua mente: procure preencher sua mente de coisas boas. Normalmente, tendemos a criar pensamentos negativos quando estamos desanimados ou sem praticar atividades que exercitem a mente — como assistir às aulas ou trabalhar.
Aguce a espiritualidade: a espiritualidade pode estar na conexão com a natureza, com uma fonte de energia. Ela pode ser uma grande aliada na busca da paz interior e do equilíbrio emocional.
Fonte: Iaçu Noticias

Nenhum comentário:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site (portalinubia.com)

MAIS LIDAS DA SEMANA