Adolescente mata mãe grávida de 9 meses com tiro na cabeça e dá depoimento chocante

 

 

 

 



Um adolescente de 14 anos pegou escondido a arma do padrasto, na noite de terça-feira (3), e atirou contra a cabeça da própria mãe, que estava grávida de nove meses. Após ser atingida pelo filho, Leila Juçara Martina Roepke, 34, caiu de joelhos com a cabeça apoiada em um banco na casa da família. O crime aconteceu em Benedito Novo, no interior de Santa Catarina.
Policiais militares que foram acionados para atender a ocorrência foram informados que o principal suspeito do crime era o filho da vítima, e que ele estava em um posto de combustível. Ao chegar no local, o garoto teria assumido a autoria do homicídio e relatado que “um tiro na cabeça seria como uma paulada”, já que assim sua mãe “dormiria para sempre”.
Quando os agentes chegaram no local do crime, Leila Juçaara estava inconsciente e com um ferimento no lado esquerdo da cabeça. Uma equipe de paramédicos chegou a realizar manobras de reanimação enquanto a levava para um hospital. Na unidade de saúde, os profissionais constataram que a paciente e o bebê estavam mortos.
A polícia ainda investiga o que motivou o adolescente a matar a própria mãe. O padrasto dele foi levado até uma delegacia já que o revólver utilizado no crime estava com numeração suprimida. Ele foi autuado por posse ilegal de arma de fogo e omissão de cautela.
Em outubro de 2021, quando o adolescente fez 13 anos, Leila fez uma publicação em uma rede social parabenizando o filho, que pouco mais de um ano depois tiraria sua vida. “[…] foram tantas lutas juntos, quase me faltam palavras para expressar, mas o que importa é que estou aqui para te proteger, puxar sua orelha e ser aquela mamis chata. Que Deus esteja sempre no seu caminho para que você alcance seus sonhos”, escreveu.
//Folha do Progresso 

Nenhum comentário:

MAIS LIDAS DA SEMANA