“Tudo por amor”, diz pastor casado com 20 mulheres, sendo uma delas a sua própria filha

 

 

 

 




Um homem de 46 anos conhecido como Samuel Bateman está sendo acusado de poligamia no estado do Arizona, Estados Unidos, após manter relacionamentos com 20 esposas, sendo algumas menores de idade e entre elas a sua própria filha.

De acordo com o site Meganotícias, Samuel é líder religioso de um tipo de culto baseado na poligamia, tipo de relacionamento de um homem com várias mulheres. De acordo com o FBI, o culto era praticado em uma cidade entre a fronteira de Arizona e Utah.

A prisão ocorreu após a polícia confirmar que ele estava morando com diversas mulheres, incluindo oito menores de idade, que foram resgatadas e acolhidas pelo Departamento de Serviços Infantis do Arizona.

Conforme investigação, Bateman chegou a participar de orgias envolvendo as menores, inclusive entregando crianças de 12 anos para outros homens.

Um informante do FBI disse que o acusado chegou em casa com uma van cheia de garotas, identificando-as como suas esposas e entregando para os seguidores do ‘culto’. Ao realizar a ação, ele dizia que estava cumprindo a vontade de Deus.
Via: Metro

Nenhum comentário:

MAIS LIDAS DA SEMANA