Jovem de Piatã vai disputar sul-americano de Jiu-Jitsu, no Rio de Janeiro

 

 

 



Pedro Manoel, de 15 anos, ingressou no esporte por redução de peso

Alvo de atenção da comunidade médica global, o índice de obesidade infantil aumentou por conta da pandemia, mostram pesquisas mundo à fora. O pior é que nem sempre pais e filhos reconhecem o problema. Um em cada quatro ignoram a necessidade de perder peso, conforme apresentado no Congresso Europeu de Obesidade, em Maastricht, na Holanda.
Esse não foi o caso de Dona Maria e de seu filho. Aos 13 anos, Pedro Manoel e sua mãe encontraram um bom caminho para a saúde do filho. No jiu-jitsu, Pedrão, como é conhecido, perdeu peso e encontrou uma paixão. “Mais do que perder 14kg, descobri que o Jiu-Jitsu não é só um esporte, mas um estilo de vida onde você sempre precisa se superar”, explica.
Pedrão, como é conhecido, representará a Bahia no Sul-Americano da modalidade, que ocorrerá no Rio de Janeiro nos dias 20 e 21 de agosto. Atual Bicampeão Baiano, o faixa laranja participará da competição na categoria Infanto Juvenil Pesadíssimo.
“Desde que começou a treinar, ainda tímido, sempre abriu e fechou a academia comigo. Nunca vi determinação igual. Tudo que ele quer, ele consegue. De fato, é um menino especial e um exemplo de humildade. Mesmo sendo hoje o melhor lutador da academia, continua ajudando a todos, até mesmo na hora de limpar o tatame”, conta o sensei Rodrigo Azevedo, que acompanha o garoto desde o início.

Na galeria de troféus, apesar da ainda curta carreira, a demonstração definitiva da aptidão de Pedro Manoel. O piatãense já participou de 12 campeonatos, ficando nove vezes no lugar mais alto do pódio. Membro da Academia Feroz Jiu-Jitsu, ele coleciona conquistas como o Bicampeonato do Rei do Tatame, Campeão da Copa Katamedojo, Campeão do BCJ Tour e Brasileiro Regional. São 27 lutas no cartel, com apenas três derrotas.
O sonho de participar do principal torneio do continente foi possível graças à ajuda de uma mineradora da sua cidade. A Brazil Iron, empresa que já investiu mais de R$ 1,2 bi na região, está custeando a viagem do garoto.
“Sou muito grato a cada um que um dia me ajudou, em especial, desta vez, à Brazil Iron. Também agradeço a toda minha família, todos parceiros de treino, ao Sensei Rodrigo e ao Sensei Benyson, muito grato ao Jiu-jitsu que mudou minha vida completamente e a Deus, pois sem ele nada seria possível” completa.

Nenhum comentário:

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do PORTAL INÚBIA.

MAIS LIDAS DA SEMANA