PF deflagra operação para investigar desvios na compra de respiradores pelo Consórcio Nordeste

 

 

 


A Polícia Federal (PF) deflagrou uma operação que investiga supostos desvios de dinheiro público na compra de 300 respiradores pelo Consórcio Nordeste. A ação, batizada de Cianose, acontece na manhã desta terça-feira (26), e conta com apoio da  Controladoria Geral da União (CGU) na Bahia, Distrito Federal, São Paulo e Rio de Janeiro.

São alvos de 14 mandados de busca e apreensão empresários, laranjas e lobistas envolvidos no suposto esquema. Não há mandados contra governadores na operação. A investigação mira um contrato, que pagou de forma antecipada R$ 49 milhões para Hempcare Pharma Representações Ltda., na compra de respiradores nunca entregues.

Ainda segundo a PF, os investigados podem responder pelos crimes de estelionato em detrimento de entidade pública, dispensa de licitação sem observância das formalidades legais e lavagem de dinheiro.

O caso tramita no Superior Tribunal de Justiça (STJ) porque o governador da Bahia, Rui Costa (PT), na época presidente do consórcio, deuautorização à aquisição dos aparelhos que nunca foram entregues. O petista já negou irregularidades na compra. 

Uma operação chegou a ser deflagrada em 2020 pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA), mas o caso foi enviado ao STJ após indícios da participação do chefe do Executivo Estadual baiano.
//BNews

Nenhum comentário:

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do PORTAL INÚBIA.

MAIS LIDAS DA SEMANA