#Chapada: Colégio em Rio de Contas distribui absorventes higiênicos do programa Dignidade Menstrual

 


As escolas da rede estadual de ensino seguem na distribuição de absorventes higiênicos do programa Dignidade Menstrual. Na Bahia, serão beneficiadas mais de 226 mil estudantes regularmente matriculadas na rede estadual e que se encontram em situação de pobreza ou extrema pobreza, na faixa etária de 11 a 45 anos. A iniciativa do Governo do Estado visa ofertar mensalmente um pacote de absorventes descartáveis por beneficiária, dentro de um investimento total de R$ 5,6 milhões.

Na quarta-feira (16), a ação ocorreu no Colégio Estadual Carlos Souto, localizado no município de Rio de Contas. Segundo a coordenadora pedagógica, Cláudia Guimarães, desde a implantação do programa na rede, os docentes vêm desenvolvendo com os estudantes inúmeras ações sobre a temática. “Trabalhamos as vertentes fisiológica, cultural e social e abordamos os tipos de absorventes higiênicos. Também fizemos apresentações sobre campanhas de redução da precariedade menstrual, pobreza e dignidade, resolução de situações-problemas e estudos de casos”, explicou.

Para a estudante Amanda Amorim, 17, 3º ano do Ensino Médio, a ação de falar sobre dignidade menstrual foi bem esclarecedora. “A atividade nos deu uma visão mais expansiva sobre esse assunto que, muitas vezes, não era muito discutido nas escolas. A entrega dos absorventes é uma ação muito importante, pois muitas alunas não têm a condição de comprar para passar esse período com cuidado e higiene. E isso acaba atrapalhando a frequência escolar”, comentou.

A estudante Laura Veiga, 17, 3º ano, falou da importância do programa. “Esta iniciativa ajuda muitas mulheres a terem melhores condições de higiene nesse período e de virem à escola e terem uma educação melhor. Além disso, o programa ajuda a abordar o assunto, quebrando vários tabus e ajudando as alunas a terem mais conhecimento sobre si mesmas”.

Ações pedagógicas

Diversos materiais didáticos também estão disponíveis no Portal da Educação. Dentre eles está a Cartilha Educativa sobre Saúde Menstrual, que explica o que é a menstruação e quais as mudanças que provoca no organismo, bem como contribui para desmistificar tabus relacionados ao tema. Fazem parte das ações da SEC, ainda, os processos formativos para estudantes, professores e gestores, visando ajudar na promoção da cultura, do cuidado, da empatia e do respeito.

Nenhum comentário:

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do PORTAL INÚBIA.

MAIS LIDAS DA SEMANA