Covid-19: Ômicron tem sintomas leves até agora, diz médica que descobriu a variante

 

Angelique Coetzee, a médica sul-africana que primeiro identificou a nova variante ômicron do coronavírus, diz que os pacientes infectados até o momento mostram "sintomas extremamente leves" , mas mais tempo ainda é necessário para avaliar o efeito em pessoas vulneráveis.

Ela conta que o primeiro caso foi identificado por volta de 18 de novembro.

"Tudo começou com um paciente com sintomas leves. Ele dizia estar com um cansaço extremo nos dois últimos dias e tinha dores no corpo e um pouco de dor de cabeça. Nem sequer uma dor de garganta, mas algo como uma garganta arranhando. Sem tosse, nem perda de olfato ou paladar", relatou à doutora Coetzee, em entrevista à BBC News.

"Porque era muito incomum para esse paciente em específico ter esse tipo de sintomas, eu decidi testar. Fizemos um teste rápido, e deu positivo", disse a médica, que então testou toda a família do paciente, com resultados positivos para o coronavírus, todos com sintomas leves.

Coetzee conta que, no mesmo dia, outros pacientes chegaram para ser atendidos com os mesmo sintomas, também testando positivo.
Via: BBC Brasil

Nenhum comentário:

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do PORTAL INÚBIA.

MAIS LIDAS DA SEMANA