Agricultores colhem mandioca com mais de quatro metros no município de Seabra

 


Na última quarta-feira, 10 de novembro, agricultores da comunidade quilombola de Agreste, em Seabra, na região da Chapada Diamantina, Bahia, colheram uma mandioca gigante: o vegetal tem mais de quatro metros de comprimento.
No vídeo, gravado no quintal de José Silva Cassimiro e Carmelice Rosa da Silva, é possível observar a extensão do vegetal, que precisou de duas pessoas para ser carregado.
Fenômeno Natural
Especialistas acreditam que vários fatores contribuíram para o crescimento acima do comum. Um deles é o tipo de solo da região, arenoso, que favorece a expansão da raiz.
“Geralmente acontece dela ficar muito grande quando é uma planta isolada, cultivada na borda da plantação, do lado de fora. Ela não tem concorrência de espaço. Há uma disponibilidade maior de solo, água e luz, e consegue reservar mais nutrientes, crescendo mais. É um fenômeno natural”, explica o pesquisador da Embrapa Mandioca e Fruticultura, o engenheiro agrônomo Joselito Motta, especialista no cultivo da raiz. 
//Jornal da Chapada.

Nenhum comentário:

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do PORTAL INÚBIA.

MAIS LIDAS DA SEMANA