Moradores fazem vaquinha de R$ 1.500 e consertam esgoto estourado há dois anos em rua de Brumado

 

Na Rua Princesa Isabel, no Bairro Malhada Branca, em Brumado, onde uma fossa seca foi construída pelos próprios moradores transbordou e o esgoto tem prejudicado a comunidade, que já convive com o problema há dois anos.

O morador Ney Souza apelou para a Justiça e o Ministério Público, já que a prefeitura e a Embasa não tomam as providências cabíveis, conforme denunciou.

“Cadê a justiça de Brumado, o Ministério Público? O que está acontecendo aqui é um negócio fora de série. Estamos acordando com esgoto, almoçando com esgoto, não tem condições. Estamos cansados de cobrar da Embasa e da prefeitura. Meu menino está acordando e dormindo com dor de cabeça. Só dormimos por noite umas três a quatro horas devido ao mau cheiro. Como pode a gente pagar nossos impostos e passar por um transtorno desses?”, questionou.

Após a fossa seca ter rompido, o morador disse que não passava nem carroça na via. Por isso, os moradores se reuniram em uma vaquinha avaliada em R$ 1.500 para comprar os materiais necessários e contratar a mão de obra para consertar o esgoto estourado.

A moradora Ienes Meira contou que, após negativa do prefeito, resolveu reunir a vizinhança para fazer o serviço por conta própria, diante do mau cheiro e da lama na rua. “O apelido aqui é rua das bostas. Mas não vai ser mais. Tem três dias e duas noites que estamos trabalhando aqui. Nós vamos vencer”, resignou-se. 
( Achei Sudoeste)

Nenhum comentário:

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do PORTAL INÚBIA.

MAIS LIDAS DA SEMANA