Anvisa aprova registro definitivo da vacina de Oxford contra a Covid-19

 

Além do remédio remdesivir, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), também aprovou, nesta sexta-feira (12), o registro definitivo da vacina de Oxford contra a covid-19. O uso emergencial da vacina já havia sido aprovado, mas ela ainda era produzida na Índia. 
Agora, com o registro definitivo, o imunizante poderá ser fabricado e aplicado no Brasil, sem caráter emergencial. O pedido foi realizado em 29 de janeiro.
“São dois anúncios de registro. O primeiro registro é relacionado à vacina Covid-19 Recombinante, também conhecida como vacina de Oxford, que é uma vacina que já vinha sendo utilizada pelo procedimento de uso emergencial e que agora vai ser registrada pela agência com uma etapa de fabricação no Brasil o que a gente acredita que representa maior autonomia”, anunciou.

Segundo a Anvisa, análises constataram que a eficácia global da vacina é de 70,42%. No Brasil, a porcentagem é de 64,2% — mas o índice levado em conta é o global. O imunizante é aplicado em duas doses, com intervalo de 12 semanas. Ele poderá ser aplicado em indivíduos maiores de 18 anos de idade, e tem prazo de validade de 6 meses.

A Anvisa pediu que o laboratório envie, até junho de 2021, pesquisas sobre a eficácia da vacina contra a variante P.1 do coronavírus - surgido em Manaus, capital do Amazonas.
Via: Correio

Nenhum comentário:

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do PORTAL INÚBIA.

MAIS LIDAS DA SEMANA