Bebê siamesa de Iraquara recebeu alta médica nesta segunda-feira (15)

 

 










Após quatro meses de internação, a bebê Maylla, uma das gêmeas siamesas nascida em outubro do ano passado, receberá alta da Maternidade de Referência José Maria de Magalhães Netto, unidade da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia.
“Este foi o primeiro procedimento de separação de gêmeos siameses realizado na Bahia, sendo uma cirurgia delicada e altamente especializada. A cirurgia foi bem sucedida, possibilitando o reestabelecimento das bebês, porém o quadro clínico de uma das irmãs piorou e veio a falecer alguns dias após o procedimento”, explica a subsecretária da Saúde da Bahia, Tereza Paim.

Caso raro

Este tipo de nascimento é considerado raro na medicina. Estatísticas apontam que a cada 100 mil nascimentos, um é de gêmeos siameses. Contrariando a literatura mundial, que indica sobrevivência de apenas 20% dos siameses operados, as técnicas utilizadas por especialistas brasileiros chegam a 50%.

Nenhum comentário:

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do PORTAL INÚBIA.

MAIS LIDAS DA SEMANA