menu

connecta

connecta

quarta-feira, 6 de janeiro de 2021

74% mais contagiosa, nova Covid-19 pode chegar na Bahia; entenda diferenças


A pandemia da Covid-19 ainda não acabou. A nova variante do vírus, que é chamada de B.1.1.7 e foi registrada pela primeira vez no Reino Unido, já chegou em pelo menos 17 países. Nesta segunda-feira (4) o secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, afirmou em entrevista que o novo vírus inevitavelmente chegará no estado.
“Infelizmente ela vai chegar aqui, isso é uma questão de tempo, porque não temos como bloquear fronteiras. Nós temos como minimizar e adiar a entrada, com medidas como as que estão sendo feitas em redução do fluxo de aeronaves vindas de regiões, sabidamente, onde esse vírus é responsável por mais de 60% dos casos novos de contágio, mas não é possível evitar”, disse Vilas-Boas em entrevista a TV Bahia. O secretário também acrescentou que no momento a variante é sensível a todas vacinas desenvolvidas.

No Reino Unido, 50% dos novos casos registrados são da nova variante da doença (dados da Organização Mundial de Saúde), o estado de alerta é tamanho que no dia de hoje o ministro Boris Johnson anunciou um novo lockdown no país.
No Brasil, o novo vírus só foi registrado no estado de São Paulo. Nesta segunda-feira o Instituto Adolfo Lutz confirmou dois casos da variante, outros dois casos estavam sob suspeita, mas foram descartados.

Até o momento, cientistas e pesquisadores não comprovam que a nova variante do coronavírus seja mais agressiva, os profissionais apontam apenas que as trocas genéticas afetaram a maneira como o vírus se fixa nas células humanas.

No entanto, a mutação deixou o vírus ainda mais transmissível. Um estudo da Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres (LSHTM) revelou que a B.1.1.7 é entre 50% e 74% mais contagioso que o Sars CoV-2. As autoridades britânicas tabém informaram a OMS que a variante é 70% mais transmissível que sua versão original.
Via: VN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do PORTAL INÚBIA.

MAIS LIDAS DA SEMANA