menu

cmp

cmp

cido

cido

SUPER CESTA 30/05/2020

terça-feira, 27 de outubro de 2020

Produtoras de cafés especiais de Piatã e Ibicoara estão entre as finalistas de concurso nacional

 


Foto: Márcio Fagundes 

Produtoras dos municípios de Piatã e Ibicoara, na Chapada Diamantina, e em Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, avançam para a final do concurso nacional ‘Florada Premiada’, que acontece no dia 9 de dezembro de forma online. A associação de Cafés Especiais do Brasil (BSCA) e o Grupo 3Corações lançam a terceira edição do certame e uma plataforma exclusiva, onde os amantes de cafés especiais podem adquirir os produtos das participantes da competição.
Segundo o regulamento, a participação está aberta a lotes de café da espécie ‘Coffea Arabica’, produzidos no território brasileiro na safra 2020 exclusivamente para as mulheres Produtoras. “O lote deverá ser processado de maneira convencional, sem adição de qualquer produto que altere ou modifique as características próprias do café, sem aditivos artificiais que alterem a fermentação e a característica. Todos os lotes estarão sujeitos à análise química e, se encontradas alterações, serão recusados”, aponta trecho do regulamento.

Informações na plataforma do projeto ‘Florada’, mostram o desejo da organização do concurso em fomentar as conquistas das mulheres no campo e mobilizar as produtoras para criação de uma rede de apoio entre elas. As inscrições podem ser feitas no endereço da plataforma ​www.projetoflorada.com.br. No site, os participantes encontram o regulamento na íntegra e conferem os resultados do concurso.

A premiação será para os três primeiros melhores lotes de cada categoria. Além dos três primeiros lotes, ​haverá a garantia de compra para os melhores 100 apresentados no concurso que obtiverem a nota mínima de 84 pontos. Os prêmios são: 1º colocado R$25 mil mais uma missão técnica de sete dias à Colômbia com direito a um acompanhante; 2° colocado R$15 mil; e 3° colocado R$10 mil.
Foto:reprodução

Segundo informações da Assessoria da BSCA, para Pedro Lima, presidente do Grupo 3 Corações, “trata-se de um projeto de longo prazo em que criamos laços duradouros com as produtoras do Brasil e com toda a cadeia do café. O concurso ‘Florada Premiada’ é uma importante iniciativa para reconhecer e valorizar o trabalho das cafeicultoras e também para proporcionar aos consumidores uma nova experiência com raros cafés que carregam histórias únicas por trás de cada xícara”, acentua.

Dentre as produtoras da Chapada Diamantina que tiveram suas amostras aptas para a etapa final estão as cafeicultoras de Piatã, na categoria Via Seca, quando o café é colocado em terreiros para secar: Yara Aparecida Alves, da Fazenda Campo Alegre; e Patrícia Quintela de Alcântara, da Fazenda Divino Espírito Santo.

Na categoria Via Úmida, quando os cafés​ são descascados e despolpados após a colheita, tem em Piatã, Anatalina Augusta de Assunção, da Fazenda Volta da Serra, Creusa Silva Santana, do Sítio Santana, e Tainã Bittencourt Peixoto, da Chácara Vista Alegre. Em Ibicoara, participaram nessa categoria Luana da Silva Soares, da Fazenda Paraguaçu, e Miralita Souza Rodrigues, da Fazenda Encanto.

De Vitória da Conquista tem Valéria Vidigal da Cruz Brito, da Fazenda Vidigal. As demais produtoras em sua maioria são de Minas Gerais, uma do Espírito Santo, e outra de São Paulo. 
Jornal da Chapada e plataforma do projeto ‘Florada’.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do PORTAL INÚBIA.

MAIS LIDAS DA SEMANA

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE