menu

cido

cido

SUPER CESTA 30/05/2020

sexta-feira, 17 de julho de 2020

"Não recomendo nada", diz Bolsonaro sobre uso da hidroxicloroquina


Bolsonaro relembrou que o medicamento ainda está passando por testes
(foto: Evaristo Sá/AFP)

O presidente Jair Bolsonaro voltou a falar sobre o tratamento que está fazendo para combater a covid-19 com hidroxicloroquina. No fim da tarde da quarta-feira (15/7), o presidente fez uma live no Facebook para confirmar que o segundo teste feito por ele deu resultado positivo para o vírus.

Apesar de defender em outras ocasiões o uso do medicamento e dizer que a droga estava trazendo bons resultados, Bolsonaro afirmou que não recomenda "nada" às pessoas. "Recomendo que você procure seu médico", disse.

"Estou medicado desde o ínicio com hidroxicloroquina. Tenho recomendação médica para isso. Estou me sentindo bem desde o dia seguinte. Não tive nenhum sintoma forte, uma febre pequena na segunda-feira retrasada, de 38 graus, um pouco de cansaço e dores musculares", acrescentou.

A declaração ocorre após o subprocurador do Ministério Público Lucas Rocha Furtado pedir, na última terça-feira (14/7), que o Tribunal de Contas da União (TCU) obrigue o presidente a deixar de "propagandear o uso da cloroquina e da hidroxicloroquina no trato da covid-19". 

Durante a live, Bolsonaro ponderou se o fato de estar se sentindo melhor tem a ver com o uso do remédio. "Coincidencia ou não, sabemos que o tratamento não tem nenhuma comprovação científica, mas deu certo comigo."

Ele relembrou que o medicamento ainda está passando por testes e voltou a falar que tem apoio de alguns médicos para a aprovação do medicamento. "Não estou fazendo nenhuma campanha, o custo é baratíssimo. Deve ser até por isso que existem algumas pessoas contra. Outras, pelo que parece, é uma questão ideológica", argumentou.
Fonte: Correio Braziliense

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do PORTAL INÚBIA.

MAIS LIDAS DA SEMANA

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE