menu

adsense


YOUTUBE

clinica

clinica

cmp

cmp

CONECTA

CONECTA

quarta-feira, 23 de outubro de 2019

Chapada: Casal larga tudo em São Paulo para viver viagem pelo planeta; tudo começou no Vale do Capão




Depois de ficarem por cinco meses na Chapada Diamantina, no ano de 2018, um casal de Ribeirão Preto está nos preparativos finais para iniciar um tour por todo o planeta. O sonho em explorar o planeta teve início de maneira mais coerente nessa viagem à Chapada. “Sempre adorei viajar e sabia que em algum momento faria um mochilão.

Eu ainda não sabia para onde, nem quando e nem quanto tempo duraria, mas no final do ano passado, enquanto decidíamos o destino da viagem de férias junto com os amigos, um casal da turma havia comprado uma Kombi e iriam para o vale do capão sem data de volta”, disse Mariana Cantor, de 27 anos.

No início de novembro ela e o companheiro, Matheus Almeida, seguem em uma Kombi sem destino, mas pretendem conhecer os lugares mais variados possíveis. “Uma viagem sem data de volta precisa que seus passageiros tenham uma vida simples e assim ela cabe em qualquer bolso. Você pode viajar sem carro e ir com caronas, pode trocar trabalho por hospedagem, pode vender artesanato ou comida pra fazer dinheiro, pode viajar com seu carro e alugar a casa com outras pessoas. O importante é usar a criatividade para fazer as coisas acontecerem”, disse Mariana.


Bahia
Desta maneira, o primeiro passo do casal foi pensar em como se arriscar sem ter a preocupação de voltar para Ribeirão Preto. “Meu companheiro trabalhava em um lugar que nunca tinha férias e para poder fazer a viagem, precisaria pedir demissão. Combinamos a viagem e nesse momento decidimos que tudo começaria”, explicou Mariana. Ela possui um ateliê virtual onde vende, pela internet, produtos feitos manualmente e juntava dinheiro para a viagem.

“Devolvi o apartamento, coloquei tudo em uma despensa na casa dos meus pais e treinei uma pessoa para produzir as coisas do ateliê e enviar enquanto eu vendo online. Com isso, meu companheiro pediu demissão e 27 de dezembro de 2018 partimos rumo à Bahia”. Foram cinco meses em locais como Vale do Capão, Iraquara, Lençóis, Igatu, Mucugê e Ibicoara. A viagem trouxe inúmeras experiências que encantou o casal.



“Viajar é a prova de que a única coisa permanente na vida é a mudança. Depois que saímos, nós percebemos que a única coisa que a gente precisava era coragem. Se você pensar em mochilar, como você faz em uma viagem de férias nunca terá dinheiro. As pessoas trabalham o ano todo insatisfeitos e como forma de recompensa gastam rios de dinheiro com hotéis caros, restaurante chiques e tudo mais. Não precisa disso”, contou a jovem.

O lugar favorito da designer nesta primeira viagem foi o Vale do Pati, que fica dentro do Parque nacional da chapada da Diamantina. “Fiz uma trilha de cinco dias e conheci muitos lugares inesquecíveis. Com todas essas histórias inesquecíveis, voltamos para Ribeirão Preto com a missão de construir nosso motorhome. Compramos nossa Kombi, a apelidamos de Serena no final de maio, e estamos na reta final da construção para cairmos na estrada no próximo mês”, conclui a aventureira. 
Jornal da Chapada com informações do site Revide.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do PORTAL INÚBIA.

MAIS LIDAS DA SEMANA