menu

adsense


YOUTUBE

clinica

clinica

cmp

cmp

CONECTA

CONECTA

quinta-feira, 1 de agosto de 2019

Terceira edição do Festival de Forró da Chapada movimenta Mucugê entre 10 e 12 de outubro


Entre as atrações confirmadas estão Quinteto Sanfônico do Brasil, Gel Barbosa, Marquinhos Café, Rennan Mendes, e outros.


Quem pensa em passar o feriado de Nossa Senhora Aparecida e o Dia das Crianças na Chapada Diamantina tem mais um motivo para comemorar.

É que acontece, entre 10 e 12 de outubro, em Mucugê, o terceiro Festival de Forró da Chapada. Pela terceira vez consecutiva, o músico Targino Gondim, curador e idealizador do evento, vai celebrar seu aniversario na região chapadeira.

“Mucugê é um encanto, um paraíso da Chapada Diamantina. Um lugar com energia própria que eu sempre quis fazer algo. Acho q foi uma escolha certa escolher Mucugê para se transformar o local de comemorações dos meus aniversários. Este é o terceiro ano que levarei amigos do forró, os maiores artistas do nosso gênero para comemorar comigo nesta grande festa que é o Festival de Forró da Chapada”, disse Targino Gondim via assessoria.

De acordo com informações, a edição deste ano já tem artistas confirmados como Quinteto Sanfônico do Brasil, Gel Barbosa, Marquinhos Café, Rennan Mendes e Nádia Maia. Mas o festival não terá apenas shows, como de costume, o evento ainda terá aulas de dança, sanfona e ritmo e repetir o sucesso dos anos anteriores.

“A cidade já abraçou o festival. Lá o evento já é esperado. Além de aquecer a economia da região, levamos alegria e incrementamos o fluxo turístico da região”, informa Targino. Para diversificar, além da programação musical de nomes conhecidos do ritmo, o festival de forró em Mucugê dará oportunidade a novos talentos. Este ano, os novos artistas vão divulgar seus trabalhos para um público mais específico e seleto, formador de opinião, provenientes de diferentes localidades do Brasil.

“Vamos arrastar as chinelas e ouvir muitas canções do imaginário nordestino”, completa Targino. A organização do festival que manter o compromisso com as raízes culturais; promover intercâmbio musical entre todas as gerações participantes, de diferentes estados brasileiros e entre músicos já consagrados, cantores, compositores, produtores, empresários, técnicos, estudiosos, comunicadores e amantes do forró. 
Fonte: Jornal da Chapada. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do PORTAL INÚBIA.

MAIS LIDAS DA SEMANA