botão up

menu

adsense


icones redes sociais

clinica

clinica

cido

cido

CONECTA

CONECTA

notifiçasoes

radio

sexta-feira, 5 de abril de 2019

Morre centenária testemunha ocular da história de Jussiape do século 20


Foto: Reprodução/Acervo da família

Altamira Ferreira da Silva, de 106 anos, morreu na manhã da última terça-feira (2), em Jussiape. A provável causa da morte foi senilidade, causada pelo desgaste natural do corpo, informou a família.

A centenária morreu enquanto tomava banho em sua casa, e estava cercada de familiares responsáveis pelos cuidados da idosa.

Dias antes de morrer, dona Mira, como era chamada de forma carinhosa pela família e amigos e conhecida pela população, chegou a ficar debilitada e ter febre.

Nascida em Mucugê, na Chapada Diamantina, Mira nasceu no início do século 20, mais precisamente no ano de 1912, e foi uma testemunha ocular da história de Jussiape do século passado. A centenária veio morar em Jussiape ainda muito jovem, logo depois de família se mudar para o município.

A aposentada vivenciou, por exemplo, o surto de varíola ainda nas primeiras décadas do século 20, conhecida popularmente como “doença de bexiga”, que vitimou diversas pessoas na cidade. A epidemia ficou muito conhecida mesmo com a voragem do tempo, isto porque como não se sabia como a doença era transmitida, na dúvida, os corpos eram enterrados fora dos muros do cemitério para evitar contaminação.

Altamira da Silva viu de perto a crise que assolou Jussiape na década de 1930, quando pessoas buscavam novos horizontes no sertão baiano ao fugir da fome e da morte.

Ela também presenciou as tensões agoniantes causadas pela Segunda Guerra Mundial aos munícipes que acompanhavam a história do mundo se desdobrar pelo rádio, meio de comunicação que foi muito utilizado a partir da primeira metade do século 20.

O velório e o sepultamento de Altamira da Silva foram realizados na tarde da última terça. O corpo da centenária foi enterrado no cemitério de Jussiape. Altamira da Silva teve 11 filhos, 59 netos, 79 bisnetos, 27 trinetos e um tataraneto.
Fonte: jussiup.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do PORTAL INÚBIA.

MAIS LIDAS DA SEMANA