menu

icones redes sociais

voz

clinica

clinica

COMPARTILHE COMSEUS AMIGOS

adsense

sábado, 20 de outubro de 2018

BAHIA: Doença misteriosa que causa coceira e bolhas avermelhadas é diagnosticada em mais 70 pessoas; secretaria fala em 'surto'

Órgãos de saúde dizem ter registrado ocorrências em Salvador e na região metropolitana da capital.


Uma doença misteriosa que causa coceira e bolhas avermelhadas na pele foi diagnosticada em mais 70 pessoas nos últimos dias em Salvador e região metropolitana, segundo informações divulgadas pelas Secretarias de Saúde Municipal e Estadual.

O Centro de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal da Saúde de Salvador informou já ter contabilizado 79 casos. A Secretaria Estadual, por sua vez, fala em 11 ocorrências, em bairros como Patamares, Cajazeiras, Canabrava, Canela, Dom Avelar, Fazenda Grande, Jardim das Margaridas, Pau da Lima, São Marcos e na cidade de Lauro de Freitas.

“Demos início às investigações logo agora em 6 de outubro, quando tivemos a informação, de 5 de outubro, que teriam alguns casos. Iniciamos uma primeira etapa desse estudo, que consiste em fazer esse levantamento. É importante chamar atenção que esse número pode aumentar, porque é fruto desse trabalho minucioso de investigação para que, nessa região, a gente identifique exatamente quem são as pessoas que, porventura, apresentaram essa lesão de pele que está ocasionando o que a gente já considera um surto”, disse a coordenadora do Centro de Vigilância Epidemiológica da capital, Cristiane Cardoso.


O infectologista Antônio Bandeira diz que, diantes dos casos, já é possível falar em surto da doença misteriosa. Ele afirma que os primeiros exames já descartaram dengue ou chikungunya. “Uma das coisas que tem se procurado pelo menos não parece estar ligado é com as clássicas zika, chikungunya e dengue, dado que os exames do Lacen [Laboratório Central] foram negativos para isso. Agora, é necessária a continuidade da investigação”, destaca.

O Laboratório Central está examinando amostras das feridas e exames de sangue de alguns pacientes. A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) deve receber também amostras de animais e insetos que serão capturados nos locais onde as pessoas tiveram os sintomas.
Do G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do PORTAL INÚBIA.

INÚBIA FOLIA 2018

INÚBIA FOLIA 2018
DIAS 28 E 29 DE DEZEMBRO

MAIS LIDAS DA SEMANA