face twitter youtube

Fan page on Facebook Follow me Youtube Channel Ree feed

sociais compartilhar

MENU

CIDO

CIDO

NOSSA CLNICA

NOSSA CLNICA

terça-feira, 15 de agosto de 2017

Ação desastrosa na liberação de vazões, provoca devastação do Balneário em Paramirim/BA

Fotos: Focado em você 

E assim conta-se mais um capítulo inusitado da nossa Paramirim. Tarde de segunda-feira, dia 14 de agosto de 2017, uma data que ficará marcada na história do município.

Foi o dia que o Balneário do Rio foi tomado por mato e lama. Uma cena trágica e cruel ao nosso ponto turístico. Quem lá esteve pôde ver o tamanho do estrago. Haverá de ser gasto muito dinheiro para recuperar a beleza de outrora. A população está indignada. Muitas indagações estão sendo feitas, poucas respostas, ou quase nenhuma, para iluminar o episódio. O certo é que foi aberta a comporta da Barragem do Zabumbão para a soltura de um milhão de metros cúbicos de água, o intuito era de que o líquido chegasse à comunidade de Feira Nova, município de Caturama. Com o impacto das primeiras águas soltas foi obrigado a fechar a comporta. Não se sabe se ainda irá soltar o restante da água. Ainda aguardamos as notícias de como acontecerá a revitalização do Balneário e de onde sairá o recurso.

 O problema existe e precisa de uma solução imediata.  A culpa é de quem? É de algum órgão? Como da outra vez que quase secou o lago da Barragem ficarão no jogo do empurra, ninguém desejará segurar a batata quente.


Pelo que observamos, pelo o que conhecemos do nosso Rio Paramirim, podemos fazer algumas ponderações. O leito do rio abaixo da Barragem está todo assoreado, quase não existe mata ciliar, os proprietários desrespeitam a lei e não conservam o tamanho determinado de mata. Com isso uma planta de nome taboa se alastrou e tomou conta de tudo. Assim que a água foi solta em grande quantidade, taboas começaram a ser empurradas rio abaixo e começaram a si formar uma pequena barragem com as plantas, certo momento houve um forte rompimento e o grande volume de água desceu feito tromba d’água arrastando mais e mais taboas que se encontrava pelo caminho. Ao chegar ao Balneário houve a grande tragédia ambiental.
Precisamos revitalizar o nosso rio, menos reuniões e mais ação. Os proprietários precisam colaborar e proteger a mata ciliar. Se não tomarmos providências, outras catástrofes acontecerão e com maior dano ambiental e humano. Vamos aguardar sentados para ver? O meio ambiente no Vale do Paramirim está jogando ao léu, destruição por todos os lados, não se respeitam sequer as nascentes. O futuro não parece que será de flores, mas de dissabores. O que plantamos hoje, colheremos no vindouro. É triste, mas é a nossa indigesta realidade.
Fonte: Focado em Você 

Nenhum comentário:

Postar um comentário