icones redes sociais

MENU

voz

clinica

clinica

jadir cido

jadir cido

COMPARTILHE COMSEUS AMIGOS

adsense

terça-feira, 14 de março de 2017

Piatã: Vereadores de oposição se candidatam e recompõe Mesa Diretora da Câmara

Ronaldo Souza (Rone), Manoel Miron (Mironzinho) e Jilson Araújo passam a ocupar os cargos de Vice-Presidente, 1º Secretário e 2º Secretário, respectivamente.

Na sessão ordinária de terça-feira, dia 14, foi realizada a eleição para recomposição da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Piatã, preenchendo os cargos de vice-presidente, 1º secretário e 2º secretário que haviam ficado vagos desde a renúncia dos seus titulares, todos da base situacionista.

Na sessão de hoje, três vereadores da oposição foram eleitos para recompor a mesa diretora, sendo eles: Ronaldo Souza (Rone) - Vice-Presidente, Manoel Miron (Mironzinho) - 1º Secretário e Jilson Araújo - 2º Secretário. Eles se juntam ao Presidente Beto Bahia, que permaneceu no cargo após a debandada dos vereadores de situação. Com isto, a Mesa Diretora foi recomposta e a situação está normalizada, estando a Câmara de Piatã apta a desempenhar as suas funções legislativas. O que não se sabe ainda é qual será a repercussão política do fato, tendo em vista que o Vereador Beto Bahia foi eleito pela situação e, segundo informações, apesar de todos os fatos ocorridos, por enquanto, ainda continua na base do governo municipal.

ENTENDA O CASO:
 Os Vereadores situacionistas Valmir Almeida, Pedro Paulo Macedo e Jailton da Bocaina renunciaram aos cargos de vice-presidente, 1º Secretário e 2º Secretário. Com isto, só o Presidente da Câmara Beto Bahia permaneceu no cargo. O motivo que teria levado os vereadores a renunciar aos cargos seria a mudança da empresa que presta serviço de assessoria contábil. Na época, o Presidente Beto Bahia uma das principais justificativas do presidente foi a economia de R$ 47 mil para os cofres públicos. Segundo ele, em 2016, além do contrato com a empresa, teve de celebrar mais dois contratos para complementação do serviço, que totalizaram R$ 101 mil, mas que em 2017, uma única empresa foi contratada e fará todo o serviço pelo valor de R$ 54 mil, gerando uma economia de R$ 47 mil para os cofres públicos.
Chapada Em Destaque

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AVISO: Os comentários são de responsabilidade dos autores e não representam a opinião do PORTAL INÚBIA.

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE

MAIS LIDAS DA SEMANA: